Ponte aérea Rio-São Paulo faz cinquenta anos

Nos anos 50, os passageiros podiam esperar pelo embarque ao ar livre no Aeroporto de Congonhas, como registrou a família Arcocha na foto acima. Em 1959, nasceu ali a ponte aérea Rio-São Paulo, que completa cinquenta anos neste mês. Para reduzirem a concentração de voos em alguns horários e a escassez em outros, as companhias que operavam a rota fizeram um acordo comercial. As partidas passaram a ser escalonadas. Bastava que o viajante pagasse um preço de tabela, fizesse o check-in e entrasse no próximo avião disponível. Com a liberação das tarifas, há dez anos, a regra caiu. Mas a linha continua concorridíssima e o nome ficou. São 885 partidas semanais, com média de sete voos por hora.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s