Pitta é preso

Doze anos depois do caso que ficou conhecido como escândalo dos precatórios, o ex-prefeito Celso Pitta e o ex-coordenador da dívida pública Wagner Ramos foram condenados, no último dia 7, a quatro anos e quatro meses de detenção em regime semi-aberto pelos crimes de desvio de verba pública e endividamento do município. Eles foram acusados de causar um prejuízo de 600 milhões de reais à prefeitura. Na semana passada, o Ministério Público Federal recorreu da sentença, com o objetivo de ampliar a pena em mais dez anos. Pitta e Ramos também pretendem recorrer e aguardam a decisão em liberdade. “Nossa expectativa é que os réus sejam condenados ainda por seis falsificações de documentos”, afirma o procurador da República André Libonati.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s