Hospedagem alternativa cresce na capital

Pesquisa da SP Turis mostra que visitantes da metrópole estão optando pelos imóveis alugados no lugar de hotéis

São Paulo tem a maior rede hoteleira do país, com 42 000 dormitórios, do básico ao superluxo. Em paralelo, porém, estão ganhando espaço as acomodações alternativas. Dados do Observatório do Turismo mostram que o Airbnb, a principal plataforma de aluguel de quartos do mundo, cresceu 13% na metrópole em 2015, atingindo 8 000 anúncios (acham-se de cobertura na Vila Madalena a sofá-cama em quitinete no centro). Além de receber hóspedes em casa, os moradores daqui estão mais propensos a abrir mão de hotéis quando viajam. Segundo o Ministério do Turismo, em 2014, só 2,2% dos paulistanos alugavam imóveis. Hoje, esse porcentual é de 5,2%.

+ Achados que não parecem comprados em outlet

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s