Páscoa eleva venda de coelhos e, em consequência, número de abandonos

Foi o que aconteceu com Puca, resgatado com fratura exposta pela empresária Maitê Moraes em abril do ano passado

A Páscoa faz crescer em até 40% a venda de coelhos (de verdade) na cidade. “As crianças imploram para ganhá-los de presente”, diz Marco Ciampi, presidente da ONG Arca Brasil. “Semanas depois, porém, muitos são abandonados.” Foi o que aconteceu com Puca (foto), resgatado com fratura exposta pela empresária Maitê Moraes em abril do ano passado. “Ele está forte e vai ficar comigo até morrer.” Ciampi explica que coelhos são silvestres e não servem como companhia.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s