Orelhões viram obra de arte

Telefones públicos se tornam telas para artistas paulistanos

Cruciais até o fim da década de 90, os telefones públicos foram desbancados pela disseminação dos celulares: a capital perdeu quase 20.000 orelhões no último ano, após a mudança de uma regra da Agência Nacional de Telecomunicações.

+

Veja fotos de outros orelhões decorados


+


Rino Mania em São Paulo

Desde junho de 2011, as operadoras são obrigadas a manter apenas quatro desses aparelhos para cada 1.000 habitantes; antes, o índice era de seis. A partir do próximo domingo (20), 100 dos 48.872 sobreviventes vão para as ruas com a concha pintada por artistas plásticos e ficarão expostos por um mês em pontos como a Avenida Paulista, para conscientizar a população sobre a importância de sua preservação.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s