Postura no balé e em casa

A pequena bailarina que passou por uma mudança crucial

Até pouco tempo atrás, Ana Beatriz Souza Trigueirinho, 12 anos, tinha dificuldade em acompanhar as colegas das aulas de balé, que frequenta desde os 7. A mudança começou quando exames mostraram que o colesterol não ia bem. Os pais fizeram uma espécie de calendário em que a menina marcava o que havia comido a cada dia. “Ela passou a se concentrar em manter fora do quadro os alimentos que não eram saudáveis”, diz a mãe, Magda Trigueirinho. Para Ana, a mudança foi crucial. “Eu comia porque sentia fome, e, quando só tinha porcaria, era o que eu comia”, conta.

+ Os desafios dos jovens para entrar em forma

+ Três irmãs, a mesma dieta

+ Doze bananas de uma vez

+ Caratê contra o bullying na escola

+ Novo corpo, novo cabelo

+ Malhação com o videogame 

+ Tensão pré-vestibular

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s