Obelisco do Largo da Memória será restaurado

Construído em 1814, o primeiro dos monumentos da cidade, no centro, terá suas dezoito fontes e chafarizes reativados

Militão Augusto de Azevedo (1837-1905) retratoucom suas lentes as transformações ocorridas na capitalna segunda metade do século XIX. Uma desuas imagens mais antigas, produzida em 1862,mostra o obelisco do Largo da Memória.

+ Sabará inaugura novo prédio na Rua Mato Grosso

Fincado num local próximo ao Vale do Anhangabaú, o monumento completou 200 anos no último dia 18. Trata-se da peça mais antiga do gênero da metrópole.Para marcar a data, a prefeitura realizou uma limpeza, aplicou proteção química contra poluição e lançou um projeto para recuperar e reativar dezoito fontes e chafarizes, hoje desligados.

 

+ Cidade das Crianças lotava no feriado de 12 de outubro

O restauro incluia recuperação dos azulejos do painel ornamental,de autoria do pintor e ceramista José Wasth Rodrigues.Também conhecido como Pirâmide do Piques,o obelisco foi projetado pelo engenheiro militar Daniel Pedro Müller, e a execução da obra é atribuída a Vicente Gomes Pereira, o Mestre Vicentinho.

+ De Carmem Miranda a Fidel Castro: hotéis que receberam famosos

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s