Noiva faz “selfie” pouco antes de morrer em acidente de carro

Relembre outros casos recentes de autorretratos que terminaram em situações dramáticas

Selfies podem ser engraçadas, constrangedoras ou inusitadas – mas também podem provocar comoção via internet. É o caso de uma foto clicada por uma noiva norte-americana de 26 anos, que morreu oito minutos depois de clicar um autorretrato dentro do carro a caminho de sua despedida de solteira. O caso ocorreu no estado do Missouri, nos Estados Unidos.

+ Confira as últimas notícias publicadas em VEJA SÃO PAULO

De acordo com a emissora KCTV, Collette Moreno estava a caminho da festa com sua amiga Ashley Theobald, que dirigia o carro. Ashley bateu em outro carro ao tentar ultrapassar o caminhão. A batida deixou apenas uma vítima: a noiva Collette.

O noivo de Moreno, Jesse Arcobasso, foi avisado sobre o acidente e a encontrou no hospital. Theobald sofreu ferimentos leves. O casamento estava marcado para julho, ela e o marido já tinham um filho de 5 anos.

Os amigos de Arcobasso estão arrecadando dinheiro para os estudos do filho dela. Veja:

 

Este não foi o primeiro caso de uma selfie que terminou em tragédia. Relembre outros acidentes recentes:

Selfies que terminaram em tragédia

Selfies que terminaram em tragédia

No início do mês, a estudante Isabella Fracchiolla, de 16 anos, morreu em Taranto, sul da Itália, após cinco dias em coma. Ela caiu de uma altura de 20 metros enquanto tirava uma “selfie”, no último dia 6. Em busca de um bom ângulo, ela se desequilibrou e sofreu uma queda no mar.

Selfies que terminaram em tragédia

Selfies que terminaram em tragédia

Uma mulher morreu em uma colisão de carro, no fim de abril, pouco depois de ter clicado uma selfie e a publicado no Facebook. Courtney Sanford, 32 anos, publicou a seguinte legenda: “Esta canção alegre me deixa tão FELIZ”. Um minuto depois, a polícia foi chamada por causa do acidente, em uma rodovia na Carolina do Norte.

Xenia-Ignatyeva-new-main

Xenia-Ignatyeva-new-main

Também no fim de abril, em São Peterburgo, Rússia, a adolescente Xenia Ignatyeva, 17 anos, tentou tirar um autorretrato do alto de uma ponte e, ao se desequilibrar e tentar se segurar em cabos de alta voltagem, foi eletrocutada por uma descarga de 1.500 volts. A jovem era fotógrafa amadora e, segundo a mãe dela, estava sempre procurando ângulos inusitados para suas fotos.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s