Motorista que atropelou ciclista na Imigrantes é preso

Em depoimento, ele disse que fugia de assaltantes e não viu quando atingiu Dorgival Francisco de Souza no último domingo (3)

Foi preso na noite desta quarta-feira (6) o motorista que atropelou e matou o vigia Dorgival Francisco de Souza no último domingo (3) na Rodovia dos Imigrantes. Segundo o delegado assistente do 4° Distrito Policial de Diadema Ricardo Eduardo Guilherme, Sérgio Meliuna, de 45 anos, disse que fugia de assaltantes no momento do acidente. 

+ Após dias quentes e secos, temperatura volta a cair em São Paulo

Meliuna foi preso na noite de ontem, na empresa onde trabalha como motorista de ônibus. Foi rastreado a partir de peças do carro que caíram depois do atropelamento do ciclista. Também ajudaram na investigação imagens de câmeras de segurança e denúncias anônimas. O veículo estava na garagem do suspeito, no Jardim Laura, em São Bernardo do Campo.

“Ele confessou o crime, disse que estava em velocidade alta, pois fugia de assaltantes a bordo de motos, e não viu o que aconteceu. Alegou que só depois percebeu que o braço da vítima estava dentro do veículo”, afirmou o delegado a VEJA SÃO PAULO. Durante o depoimento, o motorista informou que estava com outros três amigos dentro do carro, mas a informação ainda será apurada. 

+ Jamie Oliver justifica parceria com a Sadia

A investigação se dará no 4º Distrito Policial. Meliuna, que está na carceragem do 3º Distrito Policial de Diadema, responderá por homicídio doloso, omissão de socorro, ocultação de cadáver e fuga do local do acidente. 

atropelamento ciclista carro

atropelamento ciclista carro

Entenda o caso

O ciclista Dorgival Francisco de Souza, de 59 anos, morreu no início da noite de domingo (3), após ser atropelado na Rodovia dos Imigrantes, em Diadema, na Grande São Paulo.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo de Souza foi encontrado no chão com um dos braços decepados na altura do ombro. O acidente ocorreu por volta das 18 horas na altura do quilômetro 17,5 da estrada que liga a capital paulista à Baixada Santista.

Ao lado do corpo estavam a bicicleta e uma pequena bolsa com os documentos do homem. Durante o atendimento, a Polícia Militar recebeu a informação de que o antebraço do ciclista estava na Avenida Doutor Ulysses Guimarães, próximo a um restaurante, a cerca de dois quilômetros do local do acidente, no bairro Vila Diadema.

+ Confira as últimas notícias

Os policiais foram até o ponto indicado, onde encontraram, além do antebraço, um pedaço de um espelho retrovisor que aparentemente pertence a um carro GM Astra de cor prata. O caso foi registrado como homicídio culposo (sem intenção de matar), fuga do local do crime e destruição, subtração ou ocultação de cadáver.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s