Morre Rudá de Andrade

Rudá Poronominare Galvão de Andrade. Foi com esse nome de origem indígena que Patrícia Galvão, a Pagu (1910-1962), e Oswald de Andrade (1890-1954) batizaram seu filho – na foto, de 1931, já com 1 ano de idade. Com o peso de carregar o espírito antropofágico dos pais escritores que marcaram a história do modernismo brasileiro, Rudá de Andrade preferiu ser cineasta. Ajudou a criar a Cinemateca, o MIS e o Departamento de Cinema da USP, dirigiu um filme sobre a mãe e publicou as obras completas do pai. No último dia 27, aos 78 anos, Rudá morreu deixando a mulher, Halina, e três filhos.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s