Morre Rahyja Calixto Afrang, dona da Le Lis Blanc

Quando era universitária, a paulistana Rahyja Calixto Afrange ganhava a vida como sacoleira, comprando e revendendo roupas de saldões. Sua sorte mudou em 1988, ano em que inaugurou, em sociedade com a ex-balconista Traudi Guida, a primeira Le Lis Blanc, no Shopping Iguatemi. Hoje com trinta lojas espalhadas pelo Brasil, quatro delas em São Paulo, a grife feminina tornou-se um fenômeno de vendas. Responsável pela área administrativa da marca, Rahyja – como sua sócia, uma mulher discreta, avessa a publicidade, obcecada pelo trabalho e mãe de dois filhos – morreu de câncer, aos 48 anos, na Quarta-Feira de Cinzas, dia em que todas as suas lojas permaneceram fechadas.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s