Morre músico Alberto Marsicano, grande nome da cítara no Brasil

Aos 51 anos, possível vítima de um ataque de asma. Marsicano se apresentaria hoje, na Casa da Rosas

Morreu na manhã deste domingo (18), aos 51 anos, o músico paulistano Alberto Marsicano, reponsável por introduzir a cítara indiana no Brasil.

Ele estava internado no Hospital São Luis desde segunda-feira (12), vítima de um ataque de asma. Marsicano tinha uma apresentação agendada para esta noite, na Casa das Rosas. O músico ainda tinha apresentações agendadas na Fundação Ema Klabin.

Instrumentista, filósofo e escritor, Marsicano foi um dos introdutores da cítara indiana no Brasil. Em 2007, seu álbum Sitar Hendrix foi indicado ao Grammy na categoria melhor álbum de world music. 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s