Morre Joaquim Manoel Guedes Sobrinho

Boa parte dos mais de 500 projetos do arquiteto paulistano Joaquim Manoel Guedes Sobrinho não foi realizada em São Paulo. De sua prancheta, por exemplo, saiu o planejamento urbanístico de cidades como Caraíba, na Bahia, e Carajás, no Pará. Em entrevista a VEJA em 1986, lamentou não ter nada de sua autoria construído na Avenida Paulista. “Considero-a uma expressão importantíssima do processo urbano brasileiro”, disse. Professor aposentado da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, ele ocupava desde janeiro a presidência do Instituto dos Arquitetos do Brasil. No último domingo, morreu atropelado na Avenida Nove de Julho, no Itaim, próximo ao prédio onde morava. Tinha 76 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s