Missas afro: tradições negras e liturgia católica

Em vez de música de órgão, atabaques. Na hora do ofertório da hóstia e do vinho, mulheres dançam rumo ao altar carregando alimentos. As missas afro que celebrarão o Dia da Consciência Negra, comemorado na quinta (20) em homenagem à morte de Zumbi dos Palmares, misturam tradições dos escravos à liturgia católica. Um jantar típico no sábado (15), na Igreja Nossa Senhora Achiropita (acima, 3106-7235), marca o início das comemorações. Na quinta, há uma caminhada na Avenida Paulista a partir do Masp, às 10 horas, e missa no Santuário de Santa Edwiges (Tel: 2274-2853), às 20 horas. A Igreja de Santa Ifigênia (Tel: 3229-6706) encerra as festividades com outra missa, às 18 horas, no dia 29.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s