Memorial da América Latina sedia etapa latino-americana de break

Dança criada na década de 70 em guetos negros americanos, o break tem até campeonato mundial. No sábado (16), o Memorial da América Latina sedia a etapa latino-americana da disputa. O Brasil será representado por nove b-boys (como são conhecidos os dançarinos do gênero). Alex José Gomes, o Pelezinho, é dono do melhor currículo: em 2005, ficou em quarto lugar no campeonato. Seu segredo? “Sou ligeiro, rápido e acrobático”, garante. “Impressiono os estrangeiros integrando diferentes estilos de break a movimentos de capoeira.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s