Personagens, serviços e espaços de visitação desabrocham junto com as flores

Personal de arranjos, assinatura mensal de buquês, comparação de preços das floriculturas, passeios e dicas para cuidar do seu jardim

São tantas opções de cores, tamanhos, formas e aromas que fica difícil escolher. Clientes com as mãos carregadas de vasos e buquês circulam atentos pelos corredores, enquanto vendedores disputam sua atenção com preços atrativos. Aberta ao público, a feira de flores oficial da Ceagesp — realizada das 2 às 14 horas, às segundas e quintas (dias com menos estandes), e das 5 às 10h30, às terças e sextas — é o principal ponto de venda do artigo na cidade. Por isso, o que se encontra ali são amostras do que mais tarde vai enfeitar as casas, os escritórios e as festas dos paulistanos e encher as prateleiras das cerca de 3 500 floriculturas da capital. Somente no galpão da Vila Leopoldina, aproximadamente 1 200 produtores que se espalham por 20 000 metros quadrados vendem, por mês, de 4 000 a 4 500 toneladas de espécies cultivadas principalmente em cidades próximas, como Mogi das Cruzes, Cotia e Holambra. A primavera, que começou no último domingo (22), é só alegria para quem trabalha na área, pois movimenta os serviços relacionados e não deixa faltar orquídeas, margaridas, violetas…

+ Programas para curtir a primavera

Trata-se de um mercado que cresceu em média 12% ao ano nos últimos tempos e tem fôlego para evoluir mais. “O paulistano ainda gasta pouco com flores, cerca de 40 reais por ano, contra 150 reais de um holandês, por exemplo”, compara Paulo Murad, coordenador do Sindicato do Comércio Atacadista de Flores e Plantas do Estado de São Paulo. Para acompanharem a demanda, os profissionais do ramo inovam em seus produtos. A Expoflora, exposição realizada em Holambra até este domingo (29), traz novidades como a rosa blueberry de cor lavanda, o copo-de-leite vinho-escuro, lírios sem pólen e uma variedade chamada sunpatiens, com folhas verdes e amarelas, que deve ser tendência na Copa do Mundo. Nas próximas páginas, confira histórias de pessoas que têm a vida dedicada às flores, os personagens curiosos envolvidos nesse ramo, os novos serviços disponíveis na área e uma seleção de passeios para deixar a rotina mais colorida nesta estação.

De tirar o chapéu

Em seu ateliê na Vila Leopoldina, a chapeleira Denise Nascimento (na foto, em frente ao boxe 4 da Avenida Doutor Arnaldo), de 31 anos, cria tiaras, casquetes e fascinators decorados com fores de seda. “As pétalas são cortadas uma a uma e costuradas a mão”, explica. Seu maior sucesso são as coroas de fores, moda entre noivas e convidadas de festas diversas. Vende trinta delas por mês. Há uma linha de pronta-entrega, mas a maioria dos itens é feita sob encomenda — com antecedência de cerca de vinte dias. Custam a partir de 62 reais, mas podem atingir valores maiores, como 2 245 reais (preço do modelo da foto). Tula Casqueteria. http://www.tulacasqueteria.com.

Preciosidades de volta à vida

paisagista Mário Bertinatto

paisagista Mário Bertinatto

O paisagista Mário Bertinatto, de 57 anos, começou em 2009 um trabalho voluntário em que recolhe orquídeas que não seriam mais usadas e as replanta em árvores da cidade. Junto com um jardineiro, roda por aí pelo menos uma vez por mês para fixá-las com arame e fibra de coco nos troncos protegidos por bastante sombra. Entre os lugares que levam sua marca estão a Avenida Nove de Julho, a Rua Carlos Petit, na Vila Mariana, e a favela de Paraisópolis. Ele calcula ter plantado mais de 1 000 orquídeas. “Fico muito feliz com o resultado”, diz. “Embelezo a cidade com plantas que iriam para o lixo.” Bertinatto conta com a ajuda de colegas para a divulgação do trabalho e a doação de fores e materiais. Para doar orquídeas: mariobertinatto@yahoo.com.br.

Veterano da Ceagesp

Roberto Tanio

Roberto Tanio

Todas as terças e sextas, o empresário Roberto Tanio, de 60 anos, pode ser encontrado na fervilhante feira de flores da Ceagesp. Filho de agricultor, Tanio é um de seus vendedores há 34 anos. “É um trabalho cansativo, saio de casa às 20 horas para voltar às 14 horas do dia seguinte”, conta. No restante da semana, em outras feiras dentro da própria Ceagesp, são seus dois flhos que assumem os boxes alugados pela família. Desde 1974, Tanio tem uma produção em Atibaia, a 67 quilômetros da capital, onde cultiva lisiantos brancos, verdes, roxos, rosa… São vendidas cerca de 500 000 unidades por mês para clientes como decoradores e atacadistas. Ceagesp. Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946, Vila Leopoldina. 5h/10h30 (ter. e sex.).

Botões açucarados

Bolos enfeitados com reproduções idênticas de fores

Bolos enfeitados com reproduções idênticas de fores

Localizada no Brooklin, a confeitaria The King Cake prepara bolos enfeitados com reproduções idênticas de fores. Elas são confeccionadas com açúcar e totalmente comestíveis. “Aceitamos o desafo de fazer versões de qualquer espécie”, diz o chef Nelson Pantano, que aprendeu a técnica na Inglaterra. No processo, ele usa um texturizador para imitar as nervuras das pétalas. Pedidos são aceitos com, no mínimo, um mês de antecedência. Os bolos custam a partir de 1 000 reais. The King Cake. 2894-4078, contato@thekingcake.com.br.

À flor da pele

Helena Martins

Helena Martins

O tatuador Mario Art, do estúdio Tattoo You, no Itaim Bibi, é fera em traçar flores. Na profissão há oito anos, calcula ter realizado mais de 1 500 tatuagens desse tipo. “Se me pedem alguma espécie que não conheço, vou atrás de fotos para fazer os desenhos direitinho”, afirma ele, que cobra a partir de 300 reais pelo trabalho. “As mais pedidas são rosas, flores de cerejeira e lírios.” Uma de suas clientes é a bióloga e cantora Helena Martins (foto), que tem nas costas magnólias, tatuadas em 2011, e jasmins-manga, feitas no ano passado. “Na cultura oriental, elas significam amor pela natureza e paz de espírito.” Tattoo You. Rua Tabapuã, 1443, Itaim Bibi, 3071-1393.

Joias naturais

pulseira da joalheira Silvia Furmanovich

pulseira da joalheira Silvia Furmanovich

A joalheira Silvia Furmanovich cria pulseiras e brincos de ouro produzidos com orquídeas naturais. Ela seca as pétalas com sílica e, após inserir um pigmento que realça a cor natural da pétala, aplica mais de 100 camadas de esmalte para vitrificá-la. Sob encomenda, é possível incrementar a peça com pedras preciosas. A pulseira da foto, com 4,6 quilates de diamante, custa 59 000 reais. Silvia Furmanovich. Shopping Cidade Jardim, 3552-1460. Shopping JK Iguatemi, 3152-6200.

Pétalas de comer

Deborah Orr

Deborah Orr

Em 2005, a paulistana Deborah Orr, de 27 anos, resolveu seguir os passos do pai, empresário do ramo das plantas, e abriu sua própria empresa especializada em flores, brotos e ervas comestíveis. “Cultivo em Cerquilho, no interior do Estado, trinta variedades, cada uma com uma característica diferente”, diz. “A flor de jambu, por exemplo, amortece a boca toda, a capuchinha tem sabor doce e picante e a amor-perfeito, que não tem gosto de nada, serve apenas para decoração.” Uma caixinha com quarenta unidades, todas higienizadas e prontas para consumo, sai por cerca de 17 reais. Deborah abastece mais de 100 restaurantes paulistanos, entre eles D.O.M., Maní e Aizomê. Nesse último, a flor de abobrinha chega à mesa empanada como um tempurá. DRO Ervas e Flores98945-7143, droervaseflores@hotmail.com.br.

Coroas fúnebres on-line

Eduardo Gouveia e Bruno Peres

Eduardo Gouveia e Bruno Peres

Quando seu avô morreu, em 2010, o administrador Eduardo Gouveia (na foto, à dir.), de 27 anos, quis comprar uma coroa de flores pela internet, mas encontrou dificuldade. Resolveu, então, criar seu próprio negócio, o site Coroas para Velório. Um ano depois, entrou na sociedade o também administrador Bruno Peres (na foto, à esq.), de 28 anos. Hoje, a dupla vende 2 000 peças por mês para todo o Brasil. São vinte modelos de coroa, que custam entre 189 e 1 755 reais (a que é feita apenas de orquídeas brancas), entregues em  até uma hora e meia. Coroas para Velório0800 777-1986. http://www.coroasparavelorio.com.br.

Jardim móvel

Tatiana Pascowitch e Marina Gurgel

Tatiana Pascowitch e Marina Gurgel

Em abril, as amigas Tatiana Pascowitch, 39 anos, e Marina Gurgel, 27, criaram a empresa A Bela do Dia. A bordo de bicicletas, elas pedalam por bairros como Vila Madalena, Jardins, Vila Olímpia e Moema vendendo flores em garrafinhas de vidro que custam entre 6 e 25 reais. “Quase sempre voltamos com as cestas vazias”, diz Marina. Elas aceitam também encomendas maiores. A Bela do Dia. 98208-2194. http://www.abeladodia.com.

Kombi carregada

André Luiz Araújo

André Luiz Araújo

Há vinte anos, o alagoano André Luiz Araújo, de 46, alegra uma esquina do Itaim Bibi com suas noventa variedades de arranjo espalhadas pela calçada. Vende orquídeas, violetas, margaridas e hortênsias, além  de pés de hortelã, alecrim, manjericão e tomate-cereja. Ele compra os itens em cidades próximas, como Arujá e Mogi das Cruzes, e os leva à capital dentro de uma Kombi. Fica no bairro da Zona Oeste todos os dias, das 6 às 22 horas. “Tenho uma clientela fiel, formada principalmente por donas de casa da região e por maridos que querem presentear a mulher”, revela. Consegue embolsar por mês 5 000 reais. Em tempo: aceita todos os cartões de crédito e débito. Esquina das ruas Renato Paes de Barros e Pedroso Alvarenga, Itaim Bibi. 6h/22h.

Na porta de casa

Arranjo de flores da loja Verbena

Arranjo de flores da loja Verbena

Quer que sua casa esteja sempre perfumada com arranjos frescos? A loja Verbena oferece o serviço de assinatura de flores. É prático, mas caro. O interessado contrata o pacote, que vai de um mês (450 reais) a seis meses (1 660 reais), e, semanalmente, recebe um pequeno vaso em sua residência. “É possível escolher a cor das flores”, afirma Luciana Moraes, uma das sócias do estabelecimento. “Do contrário, mandamos os tipos que achamos mais bonitos.” Verbena Flores. Shopping Cidade Jardim, 3889-8832. ww.verbenaflores.com.br.

Decoração personalizada

Formada em design de interiores, Stephanie Diniz inaugurou há um ano seu ateliê no Real Parque, onde atua como personal florista. “Sempre marco o encontro com o cliente em sua própria casa para bater um papo sobre sua personalidade e seus gostos”, conta. “No caso de festas, vejo a decoração da residência, os quadros, a louça, as toalhas e, às vezes, até a roupa que o anfitrião vai usar.” Ela também faz pessoalmente em domicílio a manutenção das plantas em periodicidade semanal ou quinzenal. Esse trabalho custa a partir de 150 reais. Pink Lily. Travessa Antônio Augusto Monteiro de Barros Neto, 148, Real Parque, 3758-0438.

Comparação dúzia de rosas

Comparação dúzia de rosas

Para comprar ou só olhar

Orquidário Morumby

Orquidário Morumby

O Orquidário Morumby oferece variadas espécies por preços que vão de 25 a 8 000 reais. Uma visita à loja para olhar os arranjos, ou participar de algum dos cursos sobre replante e cultivo das flores, já é por si só um passeio bacana. Orquidário Morumby. Avenida Professor Vicente Rao, 1513, Jardim Petrópolis, 5041-2391.

Rosas nas madeixas

Rosa Studio Lorena

Rosa Studio Lorena

O salão de beleza Studio Lorena oferece um tratamento à base de rosas (190 reais, trinta minutos) que promete deixar o cabelo mais forte e brilhante. Depois da lavagem, borrifa-se água de rosas e, em  seguida, massageiam-se os fios com um creme feito das pétalas da flor. Um aparelho potencializa a hidratação. Durante o processo, a cliente pode tomar um chá gelado desintoxicante de rosas com hibisco. Studio Lorena. Alameda Lorena, 1998, Jardim Paulista, 3016-8899.

Vai um copo-de-leite?

Copos-de-leite enchem os olhos de quem visita a plantação de Carlos Trovisco

Copos-de-leite enchem os olhos de quem visita a plantação de Carlos Trovisco

Copos-de-leite e hortênsias enchem os olhos de quem visita a plantação de Carlos Trovisco, de 42 anos, em Nazaré Paulista, a 90 quilômetros da capital. Além de irrigá-la diariamente, ele usa esterco de galinha como adubo para o crescimento mais rápido. “Tudo o que consegui foi graças às flores”, orgulha-se ele, que assumiu o terreno depois da aposentadoria do pai. “Poder trabalhar ao ar livre, e não preso em um escritório, é muito bom.” De seu boxe na Ceagesp saem aproximadamente 2 000 dúzias de copos-de-leite (5 reais cada uma, em média) por mês. “Vendo bastante para a decoração de bufês”, afirma. “Meus copos-de-leite já foram parar até no casamento da Adriane Galisteu.” Ceagesp. Avenida Doutor Gastão Vidigal, 1946, Vila Leopoldina. 2h/10h (seg. e qui.); 5h/10h (ter. e sex.).

Fashion Week das flores

Expofora

Expofora

A Expoflora é realizada anualmente em Holambra, cidade a 134 quilômetros da capital e referência na produção de flores ornamentais. Uma espécie de Fashion Week do segmento, o evento mostra as tendências e novidades da área. Operadoras de viagem, a exemplo da agência Santa Rita (☎ 2546-8008), cujo pacote de um dia sai por 139 reais, realizam  excursões para lá saindo de São Paulo. Mesmo após o término da Expoflora, Holambra conta com diversos passeios turísticos que envolvem lojas de flores e visitas a plantações. Expoflora. Neste sábado (28) e neste domingo (29), 9h às 19h. Informações, (19) 3802-1499. R$ 32,00.

Orquidário no parque

Orquidário no parque Villa-Lobos

Orquidário no parque Villa-Lobos

Inaugurado em 2010 no Parque Villa-Lobos, o Orquidário Ruth Cardoso acolhe mais de 150 espécies de plantas. O destaque fca por conta da Rhynchosophrocattleya ruth cardoso, desenvolvida em homenagem à antropóloga e ex-primeira-dama, morta em 2008. Marcado por uma portentosa cúpula translúcida, o espaço foi projetado pelo arquiteto Decio Tozzi e tem um belo espelho-d’água em volta. Orquidário Ruth CardosoAvenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001, Alto dos Pinheiros, 3021-6285. 9h/18h.

Beleza rara

Jardim Botânico

Jardim Botânico

Trata-se de um ótimo passeio para quem se interessa pela fora. Com 360 000 metros quadrados de vegetação, o Jardim Botânico conta com milhares de espécies admiráveis, como árvores que ficam especialmente floridas nesta época do ano e flores ameaçadas de extinção. Entre suas muitas atrações, há um orquidário, um museu botânico e duas estufas. Jardim Botânico. Avenida Miguel Estéfano, 3031, Água Funda, 5067-6000. 9h/17h (ter. a dom.). R$ 5,00.

Lembrança do casamento

Bouquet Desidratado de Edith da Costa

Bouquet Desidratado de Edith da Costa

As noivas podem ter uma recordação de seu casamento pregada na parede de casa. Por 750 reais, a artista plástica Edith da Costa desidrata o buquê e o emoldura em um quadro de 50 por 60 centímetros. Após a cerimônia, é necessário guardá-lo na parte de baixo da geladeira, dentro de um saco plástico ou enrolado em papel-alumínio, por no máximo três dias. Depois, é só enviá-lo pelo correio a Edith ou entregá-lo diretamente em seu ateliê, na Pompeia. O trabalho demora um mês para ficar pronto. Bouquet Desidratado. 3672-4159. http://www.bouquetdesidratado.net.

Jardim em dia

Dicas para cuidar das flores em sua casa

– Pesquise a altura máxima que a planta pode atingir na hora de escolher o vaso adequado para o plantio. A raiz tem tamanho equivalente ao da copa

– Antes de regar o vaso, ponha um pouco de terra na mão e aperte. Se escorrer água, é porque ela está encharcada; se a terra se esfarelar, está seca

– Use uma tesourinha para podar flores e galhos antigos. Periodicamente, retire o pó das folhas com uma esponja úmida

– Coloque na terra como adubo uma mistura caseira de casca de frutas, pó de café, folhas e grama

Fonte: Domingos Sávio Rodrigues, diretor do Centro de Pesquisa Jardim Botânico e Reservas

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s