Instituto Ayrton Senna guarda o fórmula 1 McLaren de número 27

Carro que deu ao piloto paulistano o bicampeonato mundial de Fórmula 1, em 1990, está no 15º andar de prédio em Pinheiros

Apesar de o Instituto Ayrton Senna não ter placa de identificação na porta, quem chega ali tem logo certeza de que está no lugar certo. Uma vitrine na recepção exibe o McLaren de número 27 que deu ao piloto paulistano o bicampeonato mundial de Fórmula 1, em 1990. “O Ayrton disse que venceria o grande prêmio da Itália daquele ano. O Ron Dennis, seu chefe de equipe, era bem mão-fechada, mas achou aquela vitória tão impossível que aceitou apostar o carro”, lembra Viviane Senna, presidente do instituto e irmã do piloto, morto numa corrida em 1994. Deu um trabalhão levar o fórmula 1 até o 15º andar do prédio de escritórios em Pinheiros. “Como o carro não cabia no elevador, ele subiu por fora e entrou pela janela”, conta Viviane. “Precisamos de trinta homens, três dias de trabalho e dois guindastes. Agora, não podemos mudar daqui tão cedo.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s