Mário Bortolotto está de volta, são e salvo

Na última segunda, após 23 dias internado na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, o dramaturgo Mário Bortolotto recebeu alta. Considerado uma das figuras de pavio mais curto do meio teatral, ele reagiu a uma tentativa de assalto — atitude que onze entre dez especialistas em segurança recomendam evitar — ao Espaço Parlapatões, na Praça Roosevelt, e levou três tiros. Quase morreu, mas aparentemente não ficará com sequelas. Até já está escrevendo seu blog, com as expressões chulas de sempre. “Ele ainda está abalado pelo fato de ter saído para uma cerveja com amigos e quase não ter voltado para casa”, afirma a atriz Fernanda D’Umbra, ex-mulher de Bortolotto.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s