Mara Salles, do Tordesilhas, acredita no alimento como cultura

Saiba como ela cuida dos ingredientes que chegam ao seu restaurante

“Percebi que havia uma similaridade entre a proposta do slow food e o meu pensamento, o respeito pelo alimento e a alimentação como elemento de cultura. O comer vagaroso e tranqüilo que promove bem-estar.” (…)

“O ideal seria conhecer todo o percurso do alimento até chegar à mesa, e boicotar produtores que fazem uso da exploração infantil, da escravidão, do desmatamento, da poluição e da degradação do meio ambiente.” (…)

“Trabalhamos [no Tordesilhas] com ingredientes que vêm de lugares bem cuidados e sustentáveis. O nosso café, por exemplo, é da Fazenda Pessegueiro, em Mococa, interior de São Paulo. Já o queijo de coalho vem de um pequeno laticínio no sertão de Pernambuco, que é uma verdadeira pérola e executa todos os princípios sustentáveis.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s