Lucas di Grassi: Vida dura na Fórmula 1

Das dez corridas realizadas - são, ao todo, dezenove -, completou somente cinco

Não anda das mais animadoras a temporada 2010 do paulistano Lucas di Grassi, que ingressou na Fórmula 1 neste ano. Das dez corridas realizadas — são, ao todo, dezenove —, completou somente cinco. “O carro da minha equipe foi construído em apenas seis meses”, diz. “Fica difícil competir com quarenta anos de tradição de uma Ferrari.”

Sua melhor colocação foi o 14º lugar. No ranking, ele é o 21º de 25 pilotos (o também paulistano Bruno Senna está em 23º). Resultados preocupantes, sobretudo à medida que se aproxima o fim do contrato com a escuderia, a Virgin. Lucas discorda. “Eles sinalizaram que querem renovar, e tenho interesse”, afirma. “A briga principal é ser a melhor entre as três equipes estreantes, e isso nós vamos conseguir.”

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s