Cinco lugares para andar de skate em São Paulo

Cidade tem bons espaços para todo o tipo de modalidade... e de graça!

Com o Brasil tomando uma posição cada vez mais importante no cenário do skate, o esporte começa a ser mais respeitado e mais pistas surgem, principalmente em São Paulo. Bons exemplos são o Parque da Juventude, inaugurado em 2003, e o Parque Zilda Natel, em 2009, que têm nos espaços para a prática da modalidade uma parte importante de seus atrativos.

Confira abaixo locais perfeitos para radicalizar sobre a prancha com rodinhas:


Avenida Paulista

O chão lisinho da calçada é o paraíso dos amantes de street, modalidade que utiliza principalmente obstáculos de chão para realizar as manobras. Principalmente à noite e de madrugada, skatistas tomam o local. A área mais disputada fica na altura do número 1.900, entre as estações Trianon-Masp e Consolação do metrô, onde há um espaço maior. Os muros dos canteiros, com cerca de 40 centímetros de altura, servem para manobras de corrimão.


Parque da Juventude

Ocupando o espaço onde antes ficava o Presídio do Carandiru, o local tem pistas de skate para street e vertical — modalidade que utiliza rampas que formam 90º com o chão. O parque é perfeito para quem ainda está aprendendo, já que possui uma área exclusiva para iniciantes. Inaugurado em 2003, o espaço sofreu degradação natural e foi reformado três anos depois, o que sanou os buracos nas rampas. Qualquer um pode utilizar as instalações, que ficam abertas de segunda a sábado, das 6h à meia noite, e domingo, das 6h às 22h.


Parque da Independência (Museu do Ipiranga)

Apesar de não possuir pistas, o local recebe muitos skatistas de downhill, prática de descer longas ladeiras sobre rodinhas. Com uma topografia perfeita para a modalidade, o parque tem horários especiais para skatistas nos fins de semana. Aos sábados, domingos e feriados, é possível utilizar a ladeira das 5h às 12h e após as 17h.


Parque Zilda Natel

Inaugurado em fevereiro de 2009, o local tem 2.300 metros quadrados e conta com três pistas — uma com rampas e corrimões, outra com banks (pista que lembra uma piscina vazia) e uma com minirrampa em formato de U. Aberto todos os dias das 9h às 21h, o espaço fica ao lado da estação Sumaré do metrô, inaugurada em 1998. Por isso, uma boa dica para acessar o parque é ir de transporte público.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s