Locadoras importam guindastes da China para suprir a demanda

O acidente em uma rua na obra da empresa WTorre, que causou a morte de quatro operários na Marginal Pinheiros, chamou atenção na semana passada para o número de construções que se espalham pela cidade. Desde janeiro, um novo prédio é lançado por dia em São Paulo. “Quem precisa alugar um guindaste nosso, por exemplo, chega a esperar seis meses”, afirma Hamilton Ibanez Costa, diretor da Central Locadora de Equipamentos. Uma das três maiores empresas desse mercado no país, a Central está recorrendo à China para atender à demanda. “Já importei um guindaste chinês e, até o fim do ano, devo trazer mais cinco.” O aluguel mensal de um guindaste sai por cerca de 25.000 reais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s