Livro narra quatro décadas de planejamento urbano da macrometrópole

Ligada ao governo do estado, a Emplasa comandou projetos para interligação de uma região que engloba capital, litoral, Vale do Paraíba e Campinas

De uma pequena província com menos de 70 000 habitantes em 1870, São Paulo tornou-se a cidade mais populosa do país na metade do século seguinte. Desde então, o crescimento acelerado extrapolou os limites da capital e serviu de referência para o desenvolvimentodos municípios vizinhos.

Ao longo das últimas quatro décadas, os projetos de infraestrutura para a interligação desse conglomerado urbano estiveram a cargo da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa).

O órgão ligado ao governo do estado foi o responsável por cunhar o termo “macrometrópole” para definir a área que compreende São Paulo, ABC, Santos, Campinas, São José dos Campos, Sorocaba e Piracicaba, um território com mais de 30 milhões de habitantes.

 

A história do progresso dessa região e do trabalho da companhia está no livro Emplasa: 40 Anos de Planejamento Metropolitano, lançado neste mês. Entre outros registros interessantes, a obratraz imagens da construção da Avenida 9 de Julho e dos primórdiosda operação da Via Anchieta.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s