Lei pode inibir manobrista de valet de rodar com carro de cliente

Câmara aprovou projeto que obriga empresas a registrarem a quilometragem do carro no ticket do estacionamento

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta (16) um projeto que obriga as empresas de valet a registrarem a quilometragem do veículo antes de estacioná-lo para o cliente. Para virar lei, precisa agora da sanção do prefeito Fernando Haddad (PT). 

O PL 551 de 2011 é de autoria dos vereadores Marco Aurélio Cunha e Marta Costa, do PSD. A ideia é que, antes mesmo de manobrarem o carro, os funcionários do valet escrevam no ticket entregue ao cliente a quilometragem do veículo. Assim, será possível comprovar que o carro realmente passou todo o tempo estacionado, e não sendo usado de maneira indevida.

Talão

Desde o ano passado, os valets já são obrigados a usar um talão – parecido com o de Zona Azul – que deve ser deixado à mostra no parabrisa dos carros. Os tickets são emitidos pela Secretaria de Finanças. De acordo com a prefeitura, é uma maneira de controlar e evitar fraudes por parte das empresas, além de taxá-las pela atividade exercida. 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s