José Celso Martinez Corrêa em exposição no Itaú Cultural

Ele se formou em direito, serviu no Exército, foi torturado e exilado durante a ditadura e marcou a dramaturgia brasileira ao criar o Teatro Oficina, 51 anos atrás. Aos 72 anos de idade, José Celso Martinez Corrêa ganhou uma mostra que tenta retratar suas múltiplas – e polêmicas – facetas. Em cartaz no Itaú Cultural ( 2168-1777) até domingo (6), Ocupação Zé Celso inclui vídeos e fotos como a sequência de retratos 3 por 4 que vão da adolescência (à esq., com lábios pintados por ele) à caracterização de Antônio Conselheiro das montagens de Os Sertões. Uma das instalações é proibida para menores. “São cenas com corpos nus, como não podia faltar em uma exposição sobre ele”, diz um dos curadores, Marcelo Drummond.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s