Jornalista português chama Jogos Paralímpicos de “grotesco”

Postagem feita no Facebook provocou revolta de internautas

Uma postagem do jornalista português Joaquim Vieira causou a indignação de internautas brasileiros e europeus. O profissional, que já atuou como diretor da estatal RTP (Rádio e Televisão de Portugal), publicou no sábado (10) críticas aos Jogos Paralímpicos, que ocorrem no Rio de Janeiro. “Sou só eu a achar que os Jogos Paralímpicos são um espetáculo grotesco, um número de circo para gáudio dos que não possuem deficiência, apenas para preencher a agenda do politicamente correto?”, escreveu.

Rachas ganham força na cidade com mobilização via redes sociais

Imediatamente, as críticas à postura de Vieira pipocaram pela rede social. Até a tarde deste domingo, mais de 290 pessoas compartilharam o post e houve mais de 450 comentários, a maioria desfavorável ao jornalista. “Tenha vergonha. Como já li aqui a linha que separa a deficiência da normalidade é muito ténue. Se lhe acontecer nunca mais vai dizer tamanha bestialidade. Eu tenho um filho deficiente e por causa de pessoas que pensam como vc é que a inclusão é uma miragem neste país”, disse a portuguesa Ana Silveira.

Paratodos

Paratodos

O Jogos Paralímpicos vão até o próximo domingo (18).

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s