Intimidade do escritor Monteiro Lobato é relatada no livro Juca e Joyce

Nascido em Taubaté, o escritor José Bento Monteiro Lobato (1882-1948) passou boa parte de sua vida na capital paulista. Entre idas e vindas, morou em onze endereços paulistanos – cinco deles no bairro da Aclimação (como a casa acima). Em família, Lobato era tratado por Juca. “Todos o chamavam assim. Menos os filhos”, conta sua neta, a desenhista Joyce Kornbluh. Há dois anos, em vários encontros com a jornalista Marcia Camargos, ela registrou 100 horas de depoimento sobre o avô. O material resultou no livro Juca e Joyce, recém-lançado pela Editora Moderna. Em suas páginas, revela-se a intimidade do escritor, aficionado da fotografia. Munido de sua câmera Rolleyflex, Lobato flagrou a neta (acima) brincando com a máquina de escrever que ele usava para trabalhar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s