Hospital das Clínicas tem túnel para levar pacientes mortos ao IML

Subterrâneo ganhou a fama de ser mal-assombrado

Dez metros abaixo da Avenida Doutor Enéas Carvalho de Aguiar há um túnel de 103 metros de comprimento. Sua função? Servir de passagem para que os pacientes mortos no Hospital das Clínicas sejam levados ao Serviço de Verificação de Óbitos, no Instituto Médico Legal.

No ano passado, 2.571 corpos passaram por lá, média de sete por dia. A essa atividade se juntaram a umidade das paredes e os ruídos dos elevadores para criar nesse subterrâneo a fama de ser mal-assombrado. “Eu me escondi da enfermeira-chefe por um ano para não ter de levar um óbito”, diz a auxiliar de enfermagem Francisca Cleomar, há dezessete anos no HC.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s