Como foi o pernoite dos funcionários na Regional de Pinheiros

Jantar com pizza, ligação de João Doria e café da manhã com pão e mortadela, como dormiram os seis servidores da Prefeitura Regional de Pinheiros

Na noite da última quinta (27) o prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias postou em sua página do Facebook um vídeo que causou muita polêmica na web. Nas imagens, servidores públicos afirmaram que dormiriam no prédio da prefeitura para não perder o dia de trabalho nesta sexta (28), quando muitas categorias e sindicatos entraram em greve contra as reformas trabalhistas e da previdência propostas pelo governo federal.

O time de seis funcionários, de fato, pernoitou no local. Por volta das 22h, comeram pizzas de atum, calabresa e portuguesa, pagas pelo prefeito regional que acompanhou o jantar. Quando a hora de descansar chegou, dormiram em colchões, com travesseiros e cobertores emprestados pelo atual secretário de Desenvolvimento e Assistência social, Filipe Sabará. Antes disso, assistiram televisão e conversaram.

“O prefeito João Doria me ligou para parabenizar pela atitude”, conta Paulo Mathias. Doria não falou diretamente com os funcionários, mas pediu que o elogio fosse repassado aos servidores.

Egas Assis: dormiu em colchões no chão para trabalhas na sexta (28) (Mariana Rosário/Veja SP)

“Achei melhor eu ficar aqui, moro na Vila Albertina e é muito longe”, conta Egas Marcolino de Assis, de 66 anos, que trabalha há 33 como motorista na prefeitura. Sobre a estrutura em que dormiram, ele afirma que não passou frio nesta noite – os termômetros apontaram 13 graus. “Não posso me queixar, é melhor do que nada”, disse.

Hoje pela manhã, tomaram banho, comeram pão com mortadela e queijo e tomaram café. “A gente costuma se organizar para comprar o café e fizemos igual hoje”, contou. Os funcionários não receberão hora extra, pois de acordo com a administração municipal não estavam à disposição da prefeitura desde às 18h do dia anterior.

Entretanto, poderão ir para casa mais cedo. “Decidi dispensá-los por volta do meio-dia, pela atitude que tiveram”, afirma o prefeito regional. Eles devem voltar para casa por conta própria usando o transporte público. “Mas estou tentando parcerias com empresas levá-los em casa sem custo para a prefeitura”, contou Mathias.

Na Regional de Pinheiros, trabalham aproximadamente 170 funcionários e cerca de 20% não compareceram hoje. “Estamos seguindo a linha do prefeito, quem não tiver uma justificativa plausível para ausência, terá o ponto será cortado”, diz Mathias que estima que 10% dos servidores em sua divisão terão o dia descontado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s