Livro lembra trajetória do fotógrafo Chico Albuquerque

Em 1942, aos 25 anos, o cearense Francisco Afonso Albuquerque fotografou os bastidores do filme It’s All True, de Orson Welles — a pedido do diretor. Aos 30, veio para São Paulo, onde montou estúdio na Avenida Rebouças e se filiou ao Foto Cine Clube Bandeirante. Mestre no domínio da luz, fez campanhas publicitárias, clicou a cidade e, muito bem relacionado, era procurado por políticos e artistas que lhe pagavam generosamente por um retrato. De volta à terra natal, fez imagens de jangadeiros, pescadores, vaqueiros e rendeiras com raro talento. Para lembrar sua trajetória e o aniversário de dez anos de sua morte, chega nesta semana às livrarias Chico Albuquerque Fotografias, com sete de suas principais séries. Entre elas, Retratos e Ensaios, aqui representada por uma imagem soberba de um Douglas DC3 no Aeroporto de Congonhas, em 1947.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s