Floriculturas moderninhas conquistam a clientela com opções exóticas

Lojas que fogem das clássicas rosas vermelhas fazem sucesso com plantas diferenciadas, arranjos vintage e até entrega de bicicleta

A o entrar nessas lojas, não pergunte por buquês de rosas vermelhas, arranjos de tulipas ou orquídeas em cachepôs. Tais clássicos integram a lista do mal me quer da versão moderninha das floriculturas. Ali, nesses espaços bem diferentes dos usuais, reinam cactos, bromélias e uma série de variedades fora do comum. “As plantas suculentas, capazes de durar por um período maior, estão entre as preferidas”, conta Nina Levy, sócia da Amapá Flowershop. Formada em moda, ela comanda o ateliê com a mãe, há um ano, na Vila Madalena.

+ Iniciativa espalha 2 500 flores na Vila Madalena para celebrar o Natal

Bairros descolados são uma constante nos endereços desse filão, que não estão grudados a cemitérios, como boa parte dos concorrentes tradicionais. Nas proximidades da Amapá, fica A Bela do Dia, de Marina Gurgel e Tatiana Pascowitch. O lugar oferece opção de assinatura mensal (a partir de 140 reais) e faz entregas em bicicletas, entre outros serviços. “Por dia, são mais de cinquenta encomendas”, contabiliza Marina. O sucesso vem inspirando empreendedores a entrar no negócio.

Nos últimos três meses, ao menos duas lojas do tipo abriram as portas. Localizada no último andar da Galeria Metrópole, no centro, a Selvvva tem plantas com adornos de cerâmica e objetos de arame vintage. A e-commerce Domo Air Plants especializou-se em espécies penduradas em vidros geométricos, vendidas a preços entre 100 e 300 reais. “É algo muito comum fora do país”, diz a sócia Fernanda Motta.

+ Coletivo espalha temperos em postes na capital

Outra tendência internacional que esses empresários captaram bem são os terrários — jardins em miniatura montados em potes. Na Flo Atelier Botânico, em Pinheiros, há versões em embalagem de geleia, a partir de 59 reais, e personalizadas, por até 859 reais. No Jardim no Pote, na Vila Madalena, os pequenos cenários incluem lâmpadas, bules e pingentes.

O geólogo Artur Iró encomendou uma bola de vidro com reprodução minúscula da casa de Bilbo Bolseiro, de O Senhor dos Anéis (450 reais). “Minha namorada é fã da série, então achei mais bacana que um arranjo comum.”

+ Prefeitura abre as portas de pontos culturais para visitação gratuita

Bem me quer

Opções em alta no momento

– Air Plants a partir de 100 reais na Domo Air Plants (www.domoairplants.com)

– Bromélias a partir de 60 reais na Amapá Flowershop (Rua Padre Artur Somensi, 85, tel. 2372-6540)

– Cacto a partir de 20 reais na Selvvva (Avenida São Luís, 187, tel. 3129-3486)

– Miniabacaxi a partir de 7 reais em buquê variado na A Bela do Dia (Rua Mourato Coelho, 1003, tel. 2935-0282)

– Plantas suculentas por, em média, 185 reais o vaso na Flo Atelier Botânico (Rua Turi, 184, tel. 2589-6116)

– Terrários a partir de 15 reais no Jardim no Pote (Praça Benedito Calixto, 158, tel. 3063-0642)

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s