Adeus, chapinha: a moda agora é resgatar os cachos originais

Saem os alisados e entram os cabelos naturais 

No início dos anos 2000, sob a influência de top models como Gisele Bündchen e Alessandra Ambrosio, o padrão de beleza era o dos corpos esguios e cabelos escorridos. Graças às populares chapinhas, cujo efeito pode ser definitivo ou não, as simples mortais podiam exibir o look alisado. Nos últimos tempos, no entanto, a tendência vem sendo revertida. O movimento pela volta dos cachos se iniciou com os grupos em defesa da cultura negra e foi adotado por personalidades da TV e do teatro, como Taís Araújo e Débora Nascimento. “Foi libertador acabar com todo o trabalho para manter o visual antigo”, afirma a atriz Maria Bia, outra que embarcou na tendência e, há seis anos, assumiu os fios crespos.

A onda começou a extrapolar para o público em geral no fim de 2015, pegando carona no discurso de que o bonito é ter um visual natural. Um marco foi a edição de outubro passado da São Paulo Fashion Week, quando os penteados encaracolados dominaram as passarelas.

+ Tatuadora Kat Von D anuncia linha de maquiagem vegana

A moda criou demanda nos salões de beleza. Como os tratamentos mais radicais de alisamento são abrasivos, à base de produtos químicos, como o formol, os fios não voltam ao estado natural. Com o aumento da procura por cachos, os especialistas desenvolveram a técnica chamada de transição capilar. “Para recuperar o cabelo original, é preciso primeiro cortar curtinho e esperar crescer”, explica Rosy Fharia, dona de um salão em Pinheiros. Depois disso, a cliente tem a opção de fazer um tratamento mensal, que engloba hidratação e cauterização, e custa, em média, 500 reais por mês.

Os cachos começam a reaparecer depois de três meses, mas as madeixas só ficam compridas depois de dois ou três anos. Quem não tiver paciência para aguardar todo esse tempo tem duas alternativas. Uma delas é comprar megahair (o aplique sai em torno de 1 700 reais). “Mal posso esperar para ver meu cabelo volumoso novamente”, diz a estudante Juliana Santos, de 23 anos. Ela investiu na outra opção disponível — a box braids, que são tranças artificiais (850 reais). 

Rosy Fharia, 3082-1974.

Beleza Natural, 2225-7193.

Wilson Eliodorio, 3812-6448.

Cia das Tranças, 3462-1229.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s