Festa no Memorial do Imigrante

Boa parte dos estrangeiros que migravam para São Paulo na virada do século passado instalava-se em uma hospedaria na região da Mooca. Eles esperavam ali até que surgisse trabalho nas fazendas de café. Publicada no Atlas da Imigração Internacional em São Paulo 1850-1950, da Editora Unesp, a foto abaixo mostra uma multidão de hóspedes nos anos 1900. “Foi quando passamos a receber menos italianos e mais portugueses e espanhóis”, conta o cientista social Oswaldo Truzzi, um dos quatro autores. Atual sede do Memorial do Imigrante, o casarão promove neste domingo (21) e no próximo (28) a 14ª edição da Festa do Imigrante (www.memorialdoimigrante.org.br), com música, arte e comida de trinta países.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s