Fábrica de chapéus Ramenzoni não resistiu ao fim da moda da peça

Fundada no Cambuci em 1894 pelo italiano Dante Ramenzoni, que emigrara de Parma seis anos antes, a fábrica de chapéus deste anúncio viveu seu auge nos anos 50. Na época, seus 1 800 operários produziam 6 000 unidades por dia. Com o sumiço da peça do vestuário masculino, a indústria entrou em decadência e os Ramenzoni passaram a investir na produção de camisas e de papel. Em 1972, quando a fábrica foi vendida, a família mandou confeccionar 25 chapéus de pele de castor e os distribuiu como lembrança aos amigos mais próximos. A nova administração não conseguiu reverter a crise – três anos depois, a fábrica fechou de vez.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s