Estação Pinacoteca em quarto lugar

Cinco andares dedicados ao lazer e à cultura

Em 1939, o edifício que abrigava a Estrada de Ferro Sorocabana e havia sido projetado por Ramos de Azevedo, passou a ser ocupado pelo Departamento Estadual de Ordem Política e Social (Deops) de São Paulo. O órgão de repressão política da ditadura só foi extinto com o fim do regime. O prédio foi reestruturado pelo arquiteto Haron Cohen e, em 2004, deu lugar à Estação Pinacoteca. São cinco andares e cerca de 8 000 metros quadrados dedicados ao lazer e à cultura. Além das salas para exposição, há o Centro de Documentação e Memória, uma bilbioteca e um ambiente com gravuras. A Estação Pinacoteca abriga ainda o Memorial da Resistência, um espaço reservado à memória dos anos de chumbo do regime militar.

Largo General Osório, 66.

Tel: 3337-0185. 10h às 18h (fecha seg.). R$ 6,00.

Grátis aos sábados. A bilheteria fecha meia hora antes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s