Pizzaria Sala Vip oferece discos de massa fina

A nova unidade em Moema apresenta um bonito lounge e um jardim enfeitado por uma rocha de 2 toneladas

Antes instalada na Avenida Jurema, a unidade de Moema da pizzaria Sala Vip transferiu-se para a Alameda dos Aicás em outubro de 2011. Trata-se do segundo endereço com salão da rede iniciada quase duas décadas atrás pelo delegado de polícia Osvaldo “Nico” Gonçalves e sua mulher, Sandra Delbosque. Há outras quatro unidades apenas de entrega e uma na praça de alimentação do Mercado da Cantareira. No novo ponto, antiga sede do extinto brasileiro O Profeta e da casa de chá As Mestiças, a construção partiu do zero. O projeto leva a assinatura do arquiteto Roberto Migotto, responsável ainda pela reforma da charmosa matriz do Ipiranga e por seu vizinho Nico Pasta & Basta, restaurante de cardápio italiano também inaugurado pelo casal. Repare na beleza do lounge no centro do salão, no jardim enfeitado por uma rocha de 2 toneladas e na área que pode ser reservada para festas.

+ Farro levará cardápio luso-italiano à City Lapa

+ Em Moema: opções saborosas no Bar do Alemão

Os discos de massa fina estão entre os melhores da cidade. Crocantes, são feitos sob a orientação do pizzaiolo Erandir Ferreira da Silva e recebem 63 coberturas. Na linha clássica, continuam irresistíveis a calabresa artesanal (cebola em fios, um toque de pimenta-vermelha e erva-doce) e a romana, com generosa quantidade de aliche (R$ 57,00 cada uma). O menu lista versões de vegetais e queijo, como a berinjela I (R$ 57,00), composta de lâminas do vegetal, pasta de azeitona preta, mussarela, parmesão e manjericão, e a caprese (R$ 59,00), combinação de mussarela de búfala, fatias de tomate, manjericão e azeitona preta. Antes, peça o palmito pupunha assado em sua casca e gratinado sob uma camada de queijo parmesão (R$ 29,00).

Uma adega para 760 garrafas guarda cinquenta rótulos, a maioria deles de uma importadora. Embora o preço dos vinhos seja um tanto salgado, há opções razoáveis, a exemplo do chileno Carmen Classic Carmenère 2009 (R$ 64,00). Arremate a refeição com a musse de maracujá (R$ 9,00), uma das únicas sobremesas de produção própria. Ainda que muito gentil, o serviço precisa ser um pouco mais atento.

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s