Em 1961 começava uma era no Sírio-Libanês

Em 1961, aos 47 anos, o médico paulistano Daher Elias Cutait assumiu a diretoria clínica do Hospital Sírio-Libanês. O convite inicial previa uma gestão de apenas seis meses, mas ele acabou ficando no cargo por quarenta anos, até a sua morte, em 2001. A foto acima integra o livro Hospital Sírio-Libanês – 85 Anos, que será lançado em jantar comemorativo no dia 27, e mostra o médico (no destaque) durante a inauguração do serviço de radioterapia da instituição, em 1972. Na época, o Sírio-Libanês fazia 4 500 internações e 3 500 cirurgias por ano – hoje são, respectivamente, 14 000 e 12 500.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s