Demônios da Garoa

Grupo surgiu na Mooca em 1943

Referência quando o assunto é samba paulista, o grupo surgiu na Mooca em 1943, na casa de Arnaldo Rosa, na Avenida Cassandoca. Desde então, gravou sessenta discos, vendeu mais de 10 milhões de cópias e é um dos responsáveis pela popularização do sotaque típico atribuído aos moradores da região.

Após quase setenta anos, o quinteto atual mantém ligação com suas raízes. Ricardo Rosa, o percussionista, é filho de Sérgio, que toca pandeiro, e neto de Arnaldo, o fundador. Os shows de fim de semana do início da carreira se multiplicaram — a média atual é de quinze por mês —, mas os clássicos de Adoniran Barbosa, como “Trem das Onze”, “Saudosa Maloca” e “Samba do Arnesto”, continuam sendo o carro-chefe das apresentações. E o escritório segue até hoje na Mooca.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s