CPTM é condenada a indenizar usuário por trem superlotado

A ação judicial foi movida pelo advogado Felippe Mendonça em 2012

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foi condenada a indenizar em 16 500 reais um usuário que viajou em um trem superlotado. A ação judicial foi movida pelo advogado Felippe Mendonça em 2012. 

+ Últimas notícias: fique por dentro do que acontece na cidade

Na ocasião, Felippe embarcou na estação Pinheiros, da linha 9-Esmeralda, com destino ao Grajaú às 18h30, horário de pico do transporte público. Segundo ele, funcionários da companhia empurraram pessoas para dentro do vagão já lotado.

O pedido foi negado em primeira instância. Em agosto de 2013, Felipe recorreu e uma decisão do Tribunal de Justiça lhe deu ganho de causa.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o STJ confirmou a decisão no último dia 2, após recurso apresentado pela CPTM. A empresa estadual vai recorrer.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s