Personagens do Parque Santo Antônio: Claudia Regina de Oliveira

A dona de casa confessa que já perdeu as esperanças de sair do barraco de 15 metros quadrados

O barraco da dona de casa Claudia Regina de Oliveira, de 34 anos, tem 15 metros quadrados, fica suspenso a 2 metros da água de um córrego poluído e está torto, quase desmoronando. O calvário não termina aí.

+ A cada seis dias, uma pessoa é morta no Parque Santo Antônio

Há dois meses, um sobrinho dela, adolescente de 17 anos, foi alvejado nas imediações com cinco tiros. O autor dos disparos chegou em um carro com os faróis apagados. Descarregou o pente no menino e fugiu. O garoto sobreviveu. O motivo dos disparos, Claudia diz desconhecer. “Eu vivo no esgoto e não tenho esperança de sair daqui”, resigna-se.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s