Casarão na Anhanguera será transformado em centro cultural

Um velho casarão com arquitetura de estilo hispânico chama a atenção de muitos dos 85 000 motoristas que circulam diariamente pelas duas novas pontes de acesso à Rodovia Anhanguera, abertas ao tráfego na última quarta (6). Construído em 1920 como hospedaria para os funcionários do frigorífico americano Armour, o imóvel de 1 500 metros quadrados é conhecido como Casarão do Anastácio. Seu estado de abandono está prestes a chegar ao fim. O terreno onde fica, uma área de 181 000 metros quadrados, foi comprado por 70 milhões de reais pela construtora Tishman Speyer. “Além de planejar construir torres comerciais ao seu lado, a empresa vai transformá-lo em centro cultural”, diz Edson Domingues, coordenador do Movimento de Defesa do Casarão do Anastácio.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s