Casa de rua com sofá, cama e TV no centro de São Paulo

A marquise de uma agência desativada da Caixa Econômica Federal pegada à Praça Roosevelt, no centro, virou o lar doce lar de Nenê, como é conhecido o morador de rua baiano Nivaldo Tadeu dos Santos. Improvisada há seis meses, a “casa” tem cama — com lençol, fronha e edredom —, sofá, tapete, plantas, flores, fogareiro (a álcool automotivo) e despensa repleta de produtos de limpeza. “É tudo doado”, conta Nenê. Em dezembro, chegou a ter pinheirinho com pisca-pisca e televisão, ambos recebidos de presente e ligados a uma tomada na agência. “Estourei até champanhe no Natal”, orgulha-se.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s