Carro do Sesi percorria a capital emprestando livros na década de 60

Para incentivar o hábito da leitura entre a população, o Serviço Social da Indústria (Sesi) manteve durante a década de 60 uma biblioteca ambulante. Carregado com 800 livros, um carro percorria dezesseis bairros da cidade para emprestá-los aos interessados por duas semanas. Poemas de Vinicius de Moraes, romances de Archibald Joseph Cronin e livros infantis de Monteiro Lobato eram os mais disputados. O sistema de biblioteca ambulante do Sesi continua em funcionamento, mas o serviço é restrito a operários.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s