Carolina Ferraz: ‘Foi um banho de água quente’

A atriz relembra sua chegada a São Paulo

Carolina Ferraz, atriz

Chegou em: 1983

Natural de: Goiânia (GO)

“Assim que cheguei, a cidade se revelou em toda a minha inocência. Tinha 15 anos e começava a descobrir o mundo. Uma das primeiras mudanças foi começar a trabalhar. Como era formada em balé clássico, decidi dar aulas a pequenas turmas. Até que um dia o dono de uma agência de modelos me chamou para fazer um book. Eu adorei. Seria a chance de ganhar uma grana extra. Meu primeiro endereço foi na Rua Albuquerque Lins, em Higienópolis. Frequentei o Rose Bom Bom e o Madame Satã, as baladas famosas da época. Mas meu lugar predileto era o Café Europa, na Rua da Consolação, ponto de encontro da galera que curtia rock. Foi lá que vi os primeiros shows do RPM e do Ultraje a Rigor. Depois da balada, muitas vezes emendava com um jantar no Sujinho. Por ser novinha, não tinha carteira de habilitação. Daí, meu irmão, Guilherme — que se hoje estivesse vivo teria 45 anos —, ia me buscar. Uma delícia. Pelas experiências e amizades, São Paulo foi um banho de água quente na minha adolescência.”

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s