Carnaval alternativo: opções para quem quer algo diferente

São shows, cursos, exposições, baladas, bares e restaurantes para se ocupar a semana toda

Para quem não gosta do clima de carnaval que domina a cidade neste período, confira opções variadas para aproveitar a semana do carnaval sem se render ao samba no pé. É só escolher e aproveitar.

Blues, jazz, música clássica e instrumental são alguns dos ritmos que compõem a 5ª edição do Projeto Carnaval na Contramão. Shows nacionais e internacionais têm início no dia 11 e seguem até 16 de fevereiro no Sesc Pinheiros.

Já a unidade Vila Mariana tem uma série de aulas abertas e workshops abertos a todas as idades. Aprender dança do ventre, jogar futvôlei, tênis de mesa ou badminton são alternativas interessantes para se divertir de um modo diferente. Para os curiosos há também uma exposição com caixinhas de fósforos de vários lugares do mundo.

Baladas também são válidas para as noites de carnaval. Algumas casas noturnas abrem normalmente nesta semana e outras têm programação especial. No domingo (14) o Alley invade o Clash e dias 15 e 16 a The Week oferece música para todos os gostos, nestes dias há house em uma pista enquanto em outra toca axé, samba e marchinhas. Dia 17 o ponto de encontro pode ser a Funhouse e no resto da semana Mokaï (18 e 20) e Hot Hot no dia 19.

Agora, se a busca é por um bom bar ou restaurante, alguns decidiram preparar pratos especiais dedicados ao Carnaval. De 13 a 16 de fevereiro, os clientes que forem ao Piselli vão poder saborear a Baccalà Mantecato – bacalhau desfiado e cremoso servido sobre polenta grelhada por R$ 38,00. Já o Bar da Dona Onça oferece do dia 12 ao dia 16 o Caldo de Piranha, um prato típico do Pantanal considerado tônico afrodisíaco por R$ 19,00.

+ Peças infantis com sessões extras no Carnaval

+ Confira a lista de matinês para o feriado

+ Programas especiais para cair na folia

 

VEJA ABAIXO A LISTA PARA QUEM NÃO QUER CAIR NA FOLIA:

1/20
( / Vegas Club)
3/20
Sem dúvida, trata-se da mais famosa balada gay da cidade. Com filiais no Rio de Janeiro e em Florianópolis, costuma receber cerca de 2 500 pessoas por fim de semana em um megaespaço de 3 200 metros quadrados. O salão principal fervilha ao som de batidas de house, tribal e progressive, enquanto outro ambiente, repleto […] ( / The Week)
5/20
Flávia Cecatto cravou seu nome na cena noturna paulistana quando foi dona dos bem-sucedidos clubes B.A.S.E. e Lov.e (esse último durou uma década). Há pouco mais de um ano, deu vida nova a um espaço com 600 metros quadrados no centro. A Hot Hot tem três belos lustres de madrepérola iluminando o lounge, todo estampado […] ( / Hot Hot)
6/20
( / Alley)
7/20
( / Mokaï)
9/20
( / Cena e Corpo – Jogo Teatral)
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s