Por 11 votos a 9, Conselho de Ética aprova cassação de Eduardo Cunha

Decisão final sobre o afastamento cabe agora ao plenário da Casa; Cunha deve recorrer à CCJ

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça (14), o relatório que recomenda a casação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O voto da deputada Tia Eron (PRB-BA) foi decisivo para o placar de 11 a 9 pelo parecer favorável ao afastamento. A decisão final sobre a cassação cabe ao plenário da Casa, sendo necessários 257 votos por maioria simples para aprovar a perda de mandato.

+ Fique de olho nas últimas notícias

 A expectativa é que o presidente afastado da Câmara recorra à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para tentar anular o parecer. Cunha é alvo de processo por quebra de decoro parlamentar, sob acusação de mentir à CPI da Petrobras em 2015, quando disse que não possuía contas secretas no exterior. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s