Balada sem sapato: centro de ioga lança moda

De madrugada, Instituto de Desenvolvimento da Consciência Humana no Paraíso vira casa em que só se dança descalço

O assistente administrativo Rodrigo Sparapan comemorou seu 25º aniversário, dia 18, no Instituto de Desenvolvimento da Consciência Humana (IDCH), no Paraíso. Foi a primeira vez que ele visitou o lugar. Já na porta, percebeu que não estava em uma casa noturna qualquer. “Conhece o IDCH?”, perguntou o recepcionista Ivan Ordenhas. “Aqui só é permitido fumar na pista e no mezanino; use um cinzeiro para bater o cigarro; cuidado com as plantas, os quadros e as esculturas; e tire os tênis.” Isso mesmo, para entrar ali é preciso deixar os sapatos na recepção. Academia de ioga, galeria de arte e centro de terapias alternativas durante o dia, o IDCH se transforma após o expediente. De quinta a domingo, cerca de 150 jovens na faixa dos 20 e poucos anos fervem na pista de dança, nos dois lounges, no mezanino e no restaurante vegetariano do casarão de dois andares. A música varia de acordo com o dia. Às quintas, chill out (espécie de tuntuntum eletrônico para curtir em câmera lenta) e world music; às sextas, música eletrônica; aos sábados, samba-rock e maracatu; e, aos domingos, reggae e afins. Em algumas noites há intervenções artísticas. Só entra quem se cadastrar no site da casa e colocar seu nome em uma lista. Mas por que todos precisam dançar descalços? “Assim, os clientes ficam mais à vontade e em contato direto com a casa”, teoriza o recepcionista Ordenhas. Sparapan, por exemplo, estava preocupado com o fato de ir ao banheiro só de meias. Para tranqüilizar freqüentadores como ele, os donos do lugar deixam uma faxineira a postos durante toda a madrugada. Funcionários ficam atentos também a qualquer sujeira que venha a cair nos tapetes e pisos. “Descalça, sinto uma energia muito gostosa”, afirma a estudante Joana Johnsen, de 21 anos, habituée do local há três anos. “Aqui não me estresso como em outras baladas.” Instituto de Desenvolvimento da Consciência Humana (IDCH). Rua Correia Dias, 161, Paraíso, tel: 2157-3720. 22h/4h (qui.), 23h/5h (sex. e sáb.) e 18h/23h (dom.). Entrada: R$ 10,00 a R$ 20,00. http://www.idch.art.br.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s