Às margens da Represa de Guarapiranga fica igreja para 7000 pessoas

A 20 metros de altura, em vez de teto, um anel de concreto é sustentado por dezesseis colunas. Dentro do círculo, há espaço para 7000 pessoas. Projetado pelo arquiteto paulistano Sylvio Sawaya e inaugurado em 1995, o templo da Igreja Messiânica está em uma área equivalente a quarenta campos de futebol às margens da Represa de Guarapiranga. A imagem em preto-e-branco integra o livro Cidades Reveladas, da Bei Editora, que o fotógrafo Cristiano Mascaro lança no dia 8 no Museu da Casa Brasileira (Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2705, fone: 3032-3727).

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s