Arte Fora do Museu: guia de arte urbana em São Paulo

Projeto reúne 103 obras de fácil acesso espalhadas pelo centro expandido e tem versão para iPhone

O projeto Arte Fora do Museu criou um catálogo virtual para apresentar obras de arte espalhadas pelas calçadas paulistanas. Também com aplicativo para iPhone, a iniciativa mapeia esculturas, prédios, grafites e murais nas proximidades do centro expandido. Todas as obras têm acesso fácil e gratuito.

Os 103 itens do catálogo foram reunidos ao longo de seis meses pelos jornalistas Felipe Lavignatti e Andre Deak. Além de informações sobre as obras, o projeto traz vídeos com explicações de especialistas como o grafiteiro Pato, Ricardo Ohtake e Valter Caldana, Rosana de Paula Prado e Isabel Ruas.

+ Treze monumentos que você vê todo dia e talvez não conheça

+ São Paulo ganha museu de arte urbana a céu aberto

A ideia surgiu em 2007, enquanto Lavignatti visitava uma exposição na Faap. “Vi que lá havia obras do Aleijadinho e me surpreendi. Não sabia que estavam ali, escondidas.” O passo seguinte foi procurar Fabio Cypriano, seu professor de história da arte na época, que lhe indicou outras obras escondidas pela cidade. 

A ideia saiu do papel em 2010, quando Deak sugeriu inscrever um mapeamento de obras de grafite na Bolsa Funarte de Reflexão Crítica e Produção Cultural para Internet. “Sugeri tornar o projeto um pouco mais megalomaníaco e incluir arquitetura e esculturas. Acabamos em primeiro lugar”, conta Lavignatti.

Para Lavignatti, o projeto é uma forma de redescobrir a cidade. “Na Praça da República, por exemplo, tem um mural no topo de um prédio. Todo mundo passa por lá e ninguém o vê.”

O lançamento oficial do projeto acontece nesta quinta-feira (27) às 19h, na Casa de Cultura Digital. O evento é gratuito e aberto ao público.

Quatro obras que você precisa conhecer (por Felipe Lavignatti):

Fotos: Andre Deak

Mube – Museu Brasileiro da Escultura, edifício de Paulo Mendes da Rocha

“O prédio dá três visões a quem o vê. Se você está na rua principal, parece só um elevado. Se você dá a volta na rua e vai por baixo, dá para perceber a estrutura, que é elevada. De trás, parece uma escultura. É bem harmonioso.” 

 

Homenagem a Federico Gracia Lorca, escultura de Flávio de Rezende Carvalho

“Foi instalada em 1968, durante a ditadura militar. No ano seguinte, explodiram a obra em um atentado e ela foi levada para o ateliê do escultor. Demorou dez anos para que alunos da ECA e da FAU se mobilizassem para restaurar a peça e a devolver ao seu local de origem”. 

Homenagem Federico Gracia Lorca

Homenagem Federico Gracia Lorca

 

Beco do Aprendiz, grafite de vários artistas

“O beco era um córrego de água, antes ocupado por mendigos e usuários de drogas. Os grafiteiros ocuparam o local e de certa forma o revitalizaram. É bem escondido, atrás de uma quadra em uma viela pouco acessada. Acho muito mais bem realizado que o Beco do Batman, mais famoso, na Vila Madalena. É um dos poucos lugares onde grafite e pichação convivem bem.” 

Beco do Aprendiz, Vários artistas

Beco do Aprendiz, Vários artistas

 Mural na Rua Xavier de Toledo, de Tomie Ohtake

“Parece uma pintura de prédio normal, mas tem todo um desenho, um conjunto de cores harmonioso. É a típica obra que você passa em frente e não se dá conta.”  

Mural na Rua Xavier de Toledo, de Tomie Ohtake

Mural na Rua Xavier de Toledo, de Tomie Ohtake

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s