Anayde Lima, do Julia, crê na busca incansável pelo orgânico

A chef acredita que slow é a combinação do sustentável, do orgânico e do incentivo ao pequeno produtor

“Há muitos anos estou nesta busca pelo sustentável e pelo orgânico. É importante o contato com quem produz para informar o cliente a respeito da procedência do alimento.” (…)

“Os brotos utilizados nas saladas, por exemplo, compro sempre de um mesmo produtor, assim como o palmito pupunha e a castanha do Brasil. Muitas vezes, se o produto não tem o selo de certificação de que é orgânico, mas eu conheço a origem, compro do mesmo jeito. O slow é a combinação do sustentável, do orgânico (sempre que possível) e do incentivo ao pequeno produtor.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s